[Livro da Semana] – Por isso a gente Acabou

Livro: Por isso a gente acabou
Autor (a): Daniel Handler
Ilustrações: Maira Kalman
Páginas: 368
Editora: Cia. Das Letras 

Sinopse:

Quem nunca teve o coração partido? Min Green, uma garota aficionada por filmes cujo sonho é ser diretora de cinema, está padecendo dessa dor. Depois de apenas algumas semanas de um relacionamento intenso com Ed Slaterton, que além de ser o melhor do time de basquete da escola é um gato, está sozinha e cheia de lembranças amargas.
Para dar fim a esse sofrimento, ela decide entregar ao ex-namorado uma caixa repleta de objetos que de alguma maneira se tornaram significativos para o casal: ingressos de cinema, uma máquina fotográfica, um elástico de cabelo, um caminhãozinho de brinquedo, um pacote de camisinha, “todo suvenir de amor que a gente tinha, os prêmios e os destroços dessa relação, que nem confete na sarjeta depois que o desfile passa, o tudo e o não sei que mais chutado para o meio-fio”, como ela mesma define.
Junto da caixa, Min deixa uma carta em que fala sobre cada um desses objetos, o episódio que eles representaram na história dos dois, sempre acrescentando novas razoes para o rompimento.
“Suspirei e apontei o caminho. Eu te dei uma aventura, Ed, estava bem diante do seu nariz mas você não viu até eu ter que chamar a sua atenção, e foi por isso que a gente acabou.” pag. 39
Oi gente, hoje vou fala um pouquinho sobre esse livro incrível, que conta as histórias românticas da Min e do Ed, até o dia em que eles terminaram, bom, em que a Min terminou.

Depois do termino do namoro ela resolve pegar todos os suvenires e pôr dentro de uma caixa velha que achou no porão de sua casa, e assim segue o livro, cada objeto tem um significado diferente e ela conta em detalhes o que aconteceu no dia em que adquiriu a lembrança.

“Foi isto que eu roubei. Tome de volta. Eu pensei, meu maldito ex-amado, que fofinho você andar com isso so ai para ajudar a mapear o que pensa. Bonitinho isto no seu bolso o tempo todo. Eu não so bobona, alias. Eu sou uma tola, isso sim.” Pag. 241.
A cada item “jogado” na caixa, podemos ver a imagem ilustrada no livro, tornando a leitura ainda mais agradável. Ele é leve e tem uma pegada de bom humor, apesar do sofrimento dos personagens pelo fim do namoro, porém, Min quer acabar com esse sofrimento, então resolve mandar tudo de volta para o Ed, pra que ele sofra mais.
 
Em alguns momentos da história acabei ficando com pena do Ed, mas conforme ia entendo o que se passava na cabeça da Min, ficou mais claro todos os motivos que a levaram ao termino do namoro. A cada fim de capítulo, fica mais claro que Min vai superando o fim do relacionamento percebendo que isso não seria o fim do mundo.

“Foi isso que eu pensei, andando descuidada pela rua. Cinco de dezembro, foi isso que eu vi enquanto andávamos juntos em 5 de outubro, vamos, vamos juntos fazer algo extraordinário, e eu comecei a fazer planos, achando que íamos chegar lá.” Pag. 47
E assim, nossa personagem põe a caixa no caminhão e suas lembranças são levadas, juntos com os objetos.


Espero que tenham gostado da dica de hoje, continuem acompanhando o blog e se quiserem que eu fale sobre algum livro especifico fique a vontade para comentar ali em baixo.

Áh! Já ia me esquecendo, não se esqueça de se cadastrar no nosso blog para receber todas as Novidades do AGORAPUBLICIDADE. Quem sabe você não receba  um presentinho do Blog ao se cadastrar.


#dicasdeleituracomage


Até sábado que vem! (:

Comentários no Facebook