3 Projetos fotográficos incríveis

Se tem um profissional para admirar, este mesmo é o fotógrafo. Ultimamente esses profissionais estão arrasando em suas campanhas, fazendo com que muitas delas, façam mais sucesso que muitas das que as melhores agências criam.

E hoje, eu resolvi mostrar para vocês, um pouco mais disso. Resolvi juntar neste post, algumas das novas campanhas que fotógrafos ‘criaram’ a partir de fotos, apenas. Ainda não entendeu?

Entenda:

Hoje virou tendência polemizar certas coisas, portanto marcas, tem de virar o jogo quanto a isso. Os fotógrafos, que possuem sua marca pessoal, também precisam disto, e fazem isto lindamente, de forma clara e objetiva, e o melhor de tudo: na maioria das vezes, usa histórias reais. Vale ressaltar que grande parte destes ensaios lutam contra algo, contra algum biótipo imposto pela sociedade, contra acontecimentos do cotidiano que estão em evidências, e afins. Vamos aos fatos?

“Alisa Não, Mãe” 

Esse projeto fotográfico desafia meninas, a amarem seus cachos, criado pela fotógrafa Carolina Castro. Hoje em dia, as estatísticas dizem que 4 em cada 10 meninas aceitam os seus cachos. O que acontece com essas outras 6? Acabam cedendo a ditadura da beleza, imposta por sei lá quem, e sabe-se lá porque. Só sabemos que não concordamos!

“Futebol é coisa de menina, sim”

Futebol, hockey, futebol americano, beisebol, softbol, basquete… só os meninos podem jogar? Para quebrar preconceitos e empoderar garotinhas de 4 a 5 anos, em Oklahoma, nos EUA, foi criado um time de softbol feminino inspirado na animação Frozen – mais especificamente, na princesa Elsa. Afinal, esporte é coisa de menina, sim! Chamado de Freeze (Congelar, em português), o time foi clicado pela criativa fotógrafa Betsy Gregory.

“#ahbrancodaumtempo”

O projeto traz fotografias de estudantes negros da UnB que escreveram em um pequeno quadro algumas das frases preconceituosas que já ouviram. Enraizado na sociedade, o racismo muitas vezes é visto como “brincadeira “, mas a verdade é que se trata de uma agressão, na maioria das vezes bastante violenta. Entre as frases, enxergar a mulher negra como um simples objeto exótico e fazer observações referentes à política de cotas são as mais recorrentes.

O que eu quis realmente mostrar para vocês, é de que ideias como estas acima, surgem grandes campanhas publicitárias, onde as marcas abraçam a ideia a até a patrocinam. A profissão fotógrafo, tem por ventura, mostrar o sentimento em uma imagem, a grande maioria consegue retratar isso de forma clara, tanto é que até nos emocionamos ao ver algumas.

O trabalho de combate ao preconceito, seja ele do que for, é o que mais os fotógrafos abraçam, e realmente, é o que mais pesa hoje em dia na sociedade. Que bom se todos pudesse ver sentimentos em todas estas imagens né? Eu vejo, e você? 

O Agora Publicidade, diz NÃO a qualquer tipo de preconceito!!!
                                                                            Facebook | Instagram | Blog
Share

Bacharel em Administração com especialização em Marketing e Publicidade. Publicitário, Viciado em Café e Apaixonado por Marketing Digital ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *