Fazer uma viagem pode ser uma ótima opção para a sua produtividade

 O sonho de milhares de trabalhadores brasileiros, independente do cargo que ocupa e/ou função que exerce, é colocar o mochilão nas costas e sair pelo mundão em seu período de férias. Mas, todos sabem que nem tudo são flores, existem algumas dificuldades ao sair de férias, além do dinheiro (que não está fácil para ninguém rsrs), existe também o fator coragem, é preciso abrir mão do seu trabalho temporariamente, confiar sua função a outra pessoa e até mesmo, ficar um período estagnado, fechado, sem atender clientes por um tempo.

Entretanto, nosso corpo – assim como nossa mente – dão sinais de que é necessário fazer um descanso uma pausa. Porém, nem todos tem condições para tal. Mas, preste muita atenção nessa frase abaixo:

 

É importantíssimo observar os sinais do corpo e da mente que pedem por um descanso prolongado. Precisamos respeita-los fazendo uma pausa, pois eles necessitam de um tempo para manter sua integridade.

Saúde e bem estar;

Você até pode trabalhar “adoidado”, sem pausas nem descansos, mas, tome cuidado, isso é um veneno para nossa produtividade no trabalho. O índice de estresse pode ser tão alto que às vezes isso pode deixar de ser algo momentâneo e você terá de conviver com esse problema para o resta da sua vida.
Então aproveite esse momento, que você tem disposição para viajar (nem que seja por uns 7 ou 10 dias) e aproveite o agora, se programe. Não deixe que o trabalho lhe consuma por completo, trabalhar é bom e importantíssimo para conseguirmos alcançar o sucesso na vida profissional, porém, de que adianta chegar no topo e você não estiver mais com saúde para aproveitar?
Você saiu de férias mas, o mundo continua rodando;
Sentir medo e culpa por sair de férias é normal, quem aqui não tem medo de dar uma pausa e o “Joãozinho” nos substituir em nossa função? Esse sentimento é extremamente aceitável, e as organizações estão ciente dessa situação, porém, elas também estão cientes de que você precisa de um bom descanso, não adianta você trabalhar muito se for pouco eficiente. Então “meu gafanhoto” esquece esse mito, pegue sua mochila e vá tirar suas merecidas férias.
O mundo não irá parar, ele continuará rodando, o mercado girando, assim como a economia crescendo (ou não), e você estará em um período de fortalecimento mental. E se você for um funcionário que auxilia nas decisões da empresa, então “relaxa querido” quando você voltar, elas ficarão esperando seu retorno.
Leve alguns livros, esqueça seu celular;

Durante uma viagem é muito interessante que você leve alguns livros, ler um livro pode lhe trazer aprendizados que não são possíveis de aprender dentro de um escritório. Dar uma pausa para a sua massa cinzenta vai fazer com que você volte as suas atividades com novas ideias e baterias carregadas.

Aaah, e por falar em “baterias”, esqueça o seu celular, leve apenas sua câmera fotográfica. Se desligar do mundo online é difícil eu sei disso rsrs, mas, tente! Está bem, leve seu celular para a viagem, se pensarmos bem, ele é importante caso ocorra algum empecilho, porém, durante um passeio por exemplo, abdique dele e se preocupe apenas em registrar os bons momentos com sua câmera fotográfica.

Grandes ideias surgem nas férias;

Você provavelmente já deve saber que o nosso cérebro não trabalha sobre pressão. E nos dias atuais, com os avanços da tecnologia, isso é praticamente impossível, ao mesmo tempo que você está realizando as tarefas “x” e “y”, uma tarefa “z” aparece. Pode parecer brincadeira da minha parte, mas, quer um exemplo na pratica? Imagine o Jovem publicitário Joãozinho, está na agência a um ano, não tem experiência suficiente para trabalha no atendimento, tão pouco para ser um dos designers ou trabalhar no administrativo, então Joãozinho é o que chamamos de Severino de agência, ele atende aqui, opina ali, auxilia lá… Neste exato momento ele está auxiliando na mídias digitais, terminando um pré-layout e respondendo um e-mail (sendo que Joãozinho monitora mais de 4 contas de e-mail).

Agora imagine tentar manter a calma e serenidade depois de 1 ano inteiro nesse ritmo de trabalho, com pilhas e mais pilhas de tarefas importantes e urgentes. Muitas vezes é o seu emocional em relação aos problemas que definirão se você irá ou não conseguir resolvê-los de forma organizada.

Quando você se permite tirar uns dias de folga, você acaba ficando com tempo para pensar, e sem a “loucuragem” do dia a dia, a nossa massa cinzenta fica livre para voar nos mais lindos jardins floridos de ideias (sentiu a filosofia né? rsrs). Esse é o momento mais propício de grandes pensamentos surgirem, e até mesmo render projetos de sucesso no trabalho.

Não tenho dinheiro para viajar;

Não tem dinheiro para sair pelo mundão? Não tem problemas, eu também não tenho e nem por isso eu não tiro um merecido “descanso criativo”. Independente da sua condição financeira, é interessante que você busque por programações baratas, ou até mesmo sem custo. Muitas vezes até o fato de planejar as atividades, é até mais prazeroso do que a própria ação e não deixa de ser um momento de descontração, que obviamente também tem o seu valor.
Se a grana ta curta, procure fazer piqueniques com os amigos, passear no parque, andar de bicicleta e até mesmo aprender um esporte novo (já pensou?).

Há uma infinidade de novas possibilidades, basta você querer fazer diferente e ser a diferença, o que não pode mesmo é você apenas dormir e descansar durante esse período tão importante na sua vida profissional.-

Gostou desse conteúdo? Então se misture a nós no Facebook, tem muito conteúdo criativo por lá também. Basta clicar aqui.

Share

Bacharel em Administração com especialização em Marketing e Publicidade. Publicitário, Viciado em Café e Apaixonado por Marketing Digital ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *