Hoje:19 May, 2022

Resenha do Livro Melodia do Mal

Sinopse:

No porão de uma casa, longe dos olhos do mundo, Theres cresce obcecada pela musica e incapaz de manifestar afeto. Ao mesmo tempo, demonstra um peculiar interesse em desconstruir objetos, conceitos e, como se verá depois, pessoas. Inscrita em um concurso de talentos, ela conquista o publico com sua voz, quase sobrenatural, e acaba por se transformar em uma estrela. Com o sucesso, atrai jovens admiradoras em cujo companhia mergulha em rituais cada vez mais sinistros, nos quais se misturam poemas, ressentimentos individuais e um instinto de vingança que culmina em um espetáculo de horror.

Livro: Melodia do Mal
Autor (a): John Ajvide Lindqvist
Páginas: 488
Editora: Tordesilhas


Oi gente, VOLTEI!!!

Hoje vim falar pra vocês, de um livro que abalou minhas estruturas, primeiro pela quantidade de páginas, segundo pelo tema (muito bom por sinal) e terceiro pela história. E gente, que historia maldita é essa? Esta coisa de terror que envolvem crianças para mim (com certeza)  é o pior de todos. Macabro, frio, sombrio, haja argumentos pra explicar!

Vou contar por cima o que se passa no livro em duas partes, por que o livro é grande e tem muitos detalhes que posso soltar aqui sem querer e acabar dando spoiler, e ninguém quer isso né, não é mesmo? Vocês merecem é ler ele todo e sentir o que eu mesma senti. Mas vamos parar de enrolar e ir direto para o que interessa.

A historia começa com Lennart, um musico fracassado que encontra um recém-nascido, embrulhado num plástico em uma cova rasa na floresta e em vez de chamar a policia, não, ele resolve levar a criança para casa, e lá sua esposa Laila com muita relutância acaba cedendo aos caprichos do marido.

”Só por diversão, ele afinou a corda “mi” com base no som que Theres estava emitindo; depois passou para a corda “si”. Quando a ajustou ao som que a menina emitia, conseguiu ouvir que o intervalo era absolutamente perfeito. Fez a mesma coisa com a corda “sol”, e assim por diante. Nunca tinha sido tão rápido afinar um violão. Nem mesmo se usasse um diapasão eletrônico teria ficado melhor” Pag. 72


A primeira parte da historia é narrada por Lennart e se passa basicamente assim: Lennart esta com a criança, ninguém sabe da existência dela, a não ser claro, Laila, que só tem permissão de alimentar e cuidar da criança, nada a mais que isso e também Jerry o filho do casal que chantageou o pai para que pudesse ver a menina quando bem entendesse.

Jerry que não gosta muito da família, acaba sentindo um carinho especial pela criança e a chama de Theres, sem que os pais saibam. Lennart fica tão obcecado com a menina que deixa ela no porão da casa e não deixa ela sair de la nunca, pois tem medo que ela fuja ou alguém a veja, quando Theres começa a dar sinais de querer sair do porão, Lennart inventa uma historia horrível para a criança e assim acaba totalmente com o seu psicológico.

Amedrontada e sempre vigiada, a menina começa a dar sinais de agressividade e seus brinquedos passam a ser as ferramentas de trabalho de Lennart, como martelos, pregos, serras, furadeiras dentre outros (tenso demais, não queiram uma criança dessas, nunca, ok?)



“Teresa entrou em casa e buscou o jogo. Quando voltou, Johannes tinha rastejado caverna adentro e estava sentado à sua espera. Não gostou de vê-lo sentado ali. Aquele era o recanto dela. Mas se lembrou de que seu pai falara que as pedras estavam na propriedade do vizinho, exatamente como Johannes dissera. Por isso, ela não tinha como expulsá-lo. Mas podia fazê-lo mudar de lugar” Pag. 146


Em uma segunda parte da história, somos levados para outro lugar onde conhecemos a Teresa (a narradora) e sua grande família feliz (ou nem tanto). Teresa tem dois irmãos com quem não tem muito contato, e de todos o que mais tem afinidade com ela é o pai. Teresa teve um único melhor amigo de infância, mais quando Johanes partiu para uma outra cidade, ela acaba se tornando uma menina neutra e sem amigos, e sua melhor alternativa é se jogar no mundo virtual, e ali ela se encontra, ou melhor, encontra varias partes dela, pois se transforma em várias pessoas com sexo e idades diversificadas.

Ela passa por vários sites de poemas, lobos e quando acha que deve, acaba sendo um “Troll”, é agressiva nos comentários e sempre de opinião contrária, ela pode fazer isso, já que eles não a conhecem de verdade e nunca vão saber quem ela é.

Em uma bela noite Teresa esta com a família assistindo um Reality Show chamado Ídolo, e é ai que surge Tora Larson, Terese se encanta com ela, e principalmente com sua voz. De volta a internet ela se depara com milhares de pessoas criticando a menina que acabara de cantar e não deixa por menos, defende a menina com unhas e dentes.

O livro é tenso, agoniante e arrepiante, com detalhes muito bem descritos, não fica nada para traz, nem um único e maligno detalhe. A história é dividia em partes e essas partes em capítulos e cada um, narrado por uma pessoa diferente, Lennart, Teresa e Jerry, são os que mais aparecem, mais não podemos esquecer que o livro é composto por vários personagens e o autor não nos deixa esquecer isso.

Eu recomendo por total e completamente esse livro para vocês. Confesso que no começo desanimei, um livro grande, e parecia que o terror não chegava. Coisa de leitora nata, que quer logo chegar ao final né? Mas pessoas, COMPREM este livro! Vocês então, que são apaixonados por histórias que são cheias de descobertas, e que te deixam instigados, precisam ler ele. Ge De Roche aqui, leu, e recomendou a vocês! É de roer as unhas (as dos pés também, se der).

Até a próxima!

                                                                    Facebook | Instagram | Skoob
Share

Bacharel em Administração com especialização em Marketing e Publicidade. Publicitário, Viciado em Café e Apaixonado por Marketing Digital ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *