[Livro da Semana] – Estrada da Noite

Livro: Estrada da noite
Autor (a): Joe Hill
Páginas: 320
Editora: Sextante  
Sinopse:

Uma lendo do rock pesado, o cinquentão Judas Coyne coleciona objetos macabros: um livro de receitas para canibais, uma confissão de uma bruxa de 300 anos atrás, um laço usado num enforcamento, uma fita com cenas reais de assassinato. Por isso, quando fica sabendo de um estranho leilão na internet, ele não pensa duas vezes antes de fazer uma oferta.“Vou ‘vender’ o fantasma do meu padrasto pelo lance mais alto…” Por 1,000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espirito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas – o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu –  Jude não tem medo de encarar mais um. 
  
Mais tudo mudo quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Dessa vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora.
  
O espirito parece estar em todos os lugares, à espreita, balançando na mão cadavérica uma lâmina reluzente – verdadeira sentença de morte – O roqueiro logo descobre que o fantasma não entrou na sua vida por acaso e só sairá dela depois de se vingar. O morto é Craddock McDermott, padrasto de uma fã que cometeu suicídio depois de ser abandonada por Jude.

Numa corrida desesperada para salvar sua vida, Jude faz as malas e cai na estrada com sua jovem namorada gótica. Durante a perseguição implacável do fantasma, o astro do rock é obrigado a enfrentar seu passado em busca de uma de uma saída para o futuro. As verdadeiras motivações de vivos e mortos vão se revelando pouco a pouco em A estrada da noite e nada é o que parece.
“Como podem os mortos ter destinos – Alan Moore, A voz do fogo”
Oii gente, hoje vim aqui para falar um pouquinho desse livro incrível e assustador. Escrito por nada mais nada menos que, Joe Hill, filho do maior escritor de histórias de terror, Stephen King. Acredito que podemos dizer que Joe herdou o dom do pai, pois o livro é maravilhoso e sim, consegue nos deixar com medo e extremamente assustados.
  
A história é narrado em terceira pessoa, fala sobre Jude e Geórgia, e suas tentativas de se livrar de um fantasma, ou melhor dizendo, o fantasma do padrasto de uma fã a quem Jude namorou e descartou (como sempre faz com suas namoradas). Essa fã acabou se suicidando depois de várias tentativas de reconciliação com o astro do rock e o fantasma quer vingança.
“- Seu verdadeiro nome. O nome que de fato lhe pertence. Nomes verdadeiros são muito importantes. Os nomes certos tem uma carga neles. Carga suficiente para trazer os mortos de volta a vida.” Pag.184
Jude tem o habito de chamar suas namoradas pelo nome do estado em que moram, e Geórgia (ou Marybeth seu verdadeiro nome) é o estado da vez, uma garota gótica que gosta de ser maltratada e que é a escolha perfeita pra ele.
  
Os dois acabam caindo na estrada a procura de algo que os livrem desse mal, que literalmente quer mata-los.
“Ele acordou assustado, o coração batendo depressa demais, ao som dos cachorros latindo. Seu primeiro pensamento foi: É o fantasma. O fantasma está chegando.” Pag. 220
O livro é dividido em 4 partes e 57 capítulos, que é marcado com o numero dentro de um coração negro, a caixa onde veio o paletó. Bem escrito, o livro tem começo meio e fim, não é do tipo que deixa a desejar, é bem explicativo e consegue suprir seus “furos”. Ele é realmente incrível e pra quem gosta de terror esse é uma boa pedida.
  
Espero que tenham gostado de mais essa dica e até a próxima.

Comentários no Facebook